terça-feira, 10 de junho de 2008

O amor de verdade vem de graça!

Todas as revistas femininas são iguais. Ou pelo menos tendem a ser.

“Como fazer seu homem enlouquecer em 30 segundos”
“Sete passos para agüentar um pé na bunda”
“106 maneiras de endurecer seu bumbum até o verão”
“Dois meses e suas contas sob controle”

Todos estes ou pelo menos um deles sempre está ilustrando a capa com a mocinha da novela. Não, ao contrário do que parece, eu não vou annalisar o porquê dos mesmos assuntos sempre. Até porque se eu quisesse, obviamente teria que trocar o título.

Vim aqui transcrever algo que sempre tentei dizer a certas pessoas que me são próximas e que li ontem numa dessas revistas. Isso serve para os homens também. De nada por não fazerem vocês darem risadas com certos temas que existem lá (cá entre nós mulherada, “As frases que eles dizem e o que eles realmente querem dizer” é patético vai!) dando aqui, de bandeja, algo que julgo (super) útil:



“O AMOR DE VERDADE VEM DE GRAÇA!

Se você se coloca na posição de quem tem que pedir, insistir, provar que merece, algo não está funcionando. Então, comece a deixar que os outros não a amem se não quiserem. Isso pode causar tristeza, mas não provocará tensão, compulsão, obsessão ou cobrança. Onde existe tudo isso, não há amor”.




Já que às vezes precisamos ouvir de pessoas “alheias” as verdades, está aí o texto de outra pessoa. Que o chapéu sirva bem servidinho!

Um comentário:

Anônimo disse...

Você aprendeu alguma coisa lendo aquelas revistas ao menos?

:))