quinta-feira, 26 de março de 2009

Escolhendo amigos

Indagaram-me recentemente:
- Quando você vai parar de andar com o pessoal mais novo e começar a andar com o pessoal mais velho?
A pergunta veio depois de eu ter dito que estava saindo com minha irmã seis anos mais nova e seus amigos da faculdade.
Na hora eu só ri e não respondi a pergunta. E a minha resposta verdadeira?

Eu vou começar a andar com quem “eu deveria andar” quando estes não forem mais chatos, ranzinzas e cheios de manias.
Quando eles pararem de achar que só porque tomaram na cara umas vinte vezes na vida, não existe amor verdadeiro nem relação saudável.
Quando eles não acharem mais que todos os homens e todas as mulheres são iguais, esquecendo da historinha do “felizes para sempre”.
Quando pararem com as mil desconfianças, ficando sempre com os dois pés e as duas mãos atrás quando conhecem alguém novo.
Quando rirem mais dos atropelos da vida e não deixarem que isso os torne cada vez mais tristes e isolados em seus mundinhos cinzas.
Quando virem que comprar uma latinha de cerveja pra tomar depois do trabalho sentado na calçada com seu melhor amigo é o melhor programa do mundo e deixarem as formalidades idiotas de lado.
Eu vou andar com eles quando eles viverem da mesma forma que viviam quando quase não tinham decepções, quando quase não tinham problemas e quando viviam de tudo e por inteiro, 24 horas por dia.

A vida não é justa e ninguém disse que ela seria, mas eu posso escolher com quem eu me relaciono. E os descrentes continuarão fora da minha lista, definitivamente, e, pra sempre.

sábado, 14 de março de 2009

Garota Verão by Família Adams

Acabei de ver as 50 selecionadas para a final do Garota Verão SC. Eis que veio a pergunta: Até onde os pais devem e podem influenciar nas decisões dos filhos?
Oras, o concurso é de beleza, logo, espera-se que as candidatas PELO MENOS bonitinhas sejam. Mas não é bem isso que se vê. Tirando uma ou outra abençoada, umas na média, não sei o que o restante faz ali. Provavelmente a RBS está procurando elenco para algum curta de terror ou dia das bruxas; aproveitou e juntou tudo numa passarela só.
E as mães lá, faceiras com camisetas e faixinhas das cruzas de fuinha com morcego albino. Dai-me forças!
Sim, sua filha pode ser querida o quanto for, inteligente o quanto for, simpática o quanto for, mas é feia que só vendo! Aí a pequena monstrinha encrespa que quer ser garota verão e a mamãe ainda dá força? Claro que os pais devem apoiar os sonhos dos filhos, mas uma pitada de realismo sempre vai bem. Jogador de futebol, médico ou cantor, treinando e estudando bastante o cara até chega lá. Mas beleza, ah mamães... Beleza: ou elas tem, ou elas – definitivamente - não tem!