quarta-feira, 14 de outubro de 2009

A utópica dieta feminina

Dieta: toda mulher algum dia já fez, está fazendo ou fará. Nem que seja uma tentativa. Não digo dieta de shakes sem gosto e chás amargos. Dietas do tipo: não-pode-comer-o-que-é-gostoso. Após muita conversa, recolhimento de depoimentos pessoais, questionamentos abertos (obviamente regados a Doritos e bala de goma com aquele refri gelado), cheguei à (triste) conclusão de que a única espécie feminina que consegue se livrar das guloseimas de vez é aquela que:

1) Mora sozinha. É uma be-le-za! Compra-só-o-quer-quer. Pronto! Nutella, cheddar e chantilly não chegam à dispensa sozinhos.
2) Não gosta de sair (do tipo, nem abre a janela do quarto). Já ouviu aquele ditado: Se Maomé não vai até a montanha, a montanha vai até Maomé? É isso que acontece naqueles dias que queremos fugir das tentações. Aparece um tiozinho do cachorro-quente na porta do seu prédio, a tia dos docinhos de morango começa a passar duas vezes por dia na facul, abre uma nova lanchonete na esquina. Uma maravilha!
3) Não tem parentes por perto: não adianta, impossível juntar duas pessoas da mesma família sem pelo menos aquele cafezão da tarde. Broa, manteiga, bolinho de fubá, pão quentinho, queijo, goiabada, salaminho... Aaaahhhh!!
4) Não tem amigos, amigas, colegas nem conhecidos. Juntam-se e fazem o quê? Comem. Podem até jogar um pokerzinho, ver o jogo do Brasil, mas levam o amendoim, a carninha, queijinho coalho, caipirinha, salgadinho, gordurinha...
5) E por último, o pior vilão das dietas femininas, o doce veneno, o construtor da bordinha de catupiry cativa: um affairzinho!
Peloamordosantocristo! Quem inventou a dieta não tinha namorado, com certeza não tinha. E tudo começa com um simples: Vamos sair pra comer algo? E você toda bobona de amor aceita sem pestanejar, lógico! Sair é igual a: vê-lo! Aiiii que liiiindo! Lindo se parasse por aí. Por que o “algo” nunca é uma empanadinha de brócolis com um suquinho de melancia (super diurético!)?? Não, o algo é sempre lasanha, pizza, churrasco, cerveja, x-podrão com bacon e ovo ou frituras superlights de bar. E você faz o quê? Pede uma água com salada de cenoura e fica olhando com aquela cara de cachorro secando frango assado? ÓBVIO QUE NÃO. E por que não? Porque se fizer vai ser tachada de fresca, não-parceira e nojentinha. Resumindo: chata pra ca*! Aí você aumentou o peso do quatro-apoios, correu dez minutos a mais na esteira pra quê? Pra tudo cair por água abaixo com um adorável: Que tal sairmos para comer alguma coisa?


Abençoadas sejam as boas línguas que dizem que quem gosta de osso é cachorro!!!

Um comentário:

Juliana Nogueira. disse...

Realmente, quem inventou a diéta era super mal amado, certeza!

Porque por mais que voce tente alguma coisa pra voce fechar a boca e emgrecer uns quilinhos, vem sempre alguem com aquele doce maravilhoso ou com a sua comida preferida!
E vamos ser sinceras, dá pra resistir ? hahahaha
adorei o post,
beijos e estou te seguindo ;*